Notícia

Nacional

Separado de Joana Ornelas, Bruno de Carvalho explica porque tem o apoio da filha

O antigo presidente do Sporting reagiu pela primeira vez às notícias sobre os esgotamentos e explica como a filha tem sido o seu grande suporte neste momento complicado
06 de agosto de 2018 às 20:14
Bruno de Carvalho continua a enfrentar crises sobre crises - tanto na vida profissional como pessoal.

Agora são as notícias sobre a sua separação de Joana Ornelas que voltam a trazer o antigo presidente do Sporting a ser notícia.

No entanto, Bruno de Carvalho conta com um apoio importante nesta fase para enfrentar este momento: a filha. É que, recorde-se, o "inferno" em que tornou a sua vida não começou agora... como o próprio explica.

Quando a primeira ex-mulher de Bruno de Carvalho relatou os "momentos de terror" que viveu durante o casamento, como vítima de "gritos e insultos", e que o antigo presidente do Sporting "teve dois esgotamentos", a primeira pessoa a sentir as consequências das revelações seria a filha do antigo casal, Ana Catarina, de 15 anos. Mas, de acordo com Bruno, as declarações da mãe da jovem nem lhe tocam.

"Eu tenho uma sorte que é uma família muito unida, muito coesa. Conhecemo-nos muito bem uns aos outros. Sobre a Catarina eu vou dizer-lhe que é das coisas mais maravilhosas que deus me deu. É uma miúda que tem uma capacidade e uma maturidade que não é própria para aquela idade. E eu consigo ver nos olhos dela uma honra e um orgulho tremendo no pai. Isso é das coisas que mais me tem alimentado nestes momentos", declarou Bruno de Carvalho em entrevista à revista 'Cristina'.

A reação de Bruno de Carvalho surge depois que Irina Yankovich revelou em exclusivo à 'TV Guia' que Bruno "foi internado duas vezes pela família numa casa de saúde muito conhecida nos arredores de Lisboa, depois dos vizinhos se terem queixado dele aos pais".

O estado psicológico do presidente destituído combinava com um cenário de "terror", com "gritos e insultos", que durou vários anos só teve fim quando Irina acabou expulsa de casa, em 2006, depois de ter tentado agredir Bruno de Carvalho. "Depois do que passei tantos anos, claro que reagi. Eram insultos diários, ameaças, chantagens."

Mas Bruno de Carvalho garante agora que Catarina e a família "não põem minimamente em questão seja o que for".

"Como é que eu posso dizer isto sem chocar? Talvez sofram muito mais por eu continuar disponível, com o espírito de missão, amor e paixão, a dar 24 horas do meu dia ao Sporting, depois de tudo isto que têm que ouvir", continuou, referindo-se a todas as polémicas relacionados ao seu afastamento da direção do clube de Alvalade. 

Questionado sobre se já procurou "um psicológo", Bruno responde apenas: "Não percebi o psicólogo. O psicólogo era para...?". E mais à frente acrescenta: "Sou católico, sportinguista, amo muito a minha mulher [Joana Ornelas] e as minhas filhas. Não tenho problemas existenciais. Portanto, este tipo de encontros está feito desde que nasci. Não preciso desse apoio". Recorde-se que na altura em que deu a entrevista a Cristina Ferreira ainda não eram oficialmente conhecidas as notícias da sua separação de Ornelas. 

A carregar o vídeo ...
O antigo líder leonino também enfrenta a ex-mulher Claudia Dias Gomes em tribunal por causa da guarda partilhada da filha Diana, de 3 anos. Bruno também é pai de Leonor, de 4 meses, fruto da relação com Joana Ornelas.


A carregar o vídeo ...

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável