'

Notícia

A FLASH! já está no WhatsApp.
Siga-nos!
Seguir
Campeão

A morte do pai e o grave acidente de moto que o atirou para o hospital: os dramas que marcaram o percurso de Diogo Ribeiro!

Diogo Ribeiro escreveu mais uma página vitoriosa da sua curta mas brilhante carreira na natação, ao sagrar-se campeão do mundo de 50 e 100 metros mariposa. Mas nem tudo é fácil na vida do novo herói do desporto nacional.
12 de fevereiro de 2024 às 18:30
A carregar o vídeo ...

Apenas com 19 anos, Diogo Ribeiro continua a trilhar um caminho de sucesso na natação. Depois de ter conquistado uma medalha de ouro num mundial da modalidade, ao vencer na categoria dos 50 metros mariposa, em Doha, no Catar, arrecadou outro galardão igual, agora nos 100 metros mariposa.

Já em 2023, o atleta do Benfica havia sido o primeiro português medalhado em Campeonatos do Mundo de natação, arrecadando a prata, também nos 50 metros mariposa, no Japão. Desde cedo que a veia vitoriosa tem sido notória no conimbricense: desde que iniciou a carreira que já levou para casa nove medalhas e fez, em 2022, o registo recorde dos campeonatos do mundo juniores na mesma categoria, com apenas 17 anos.

Foi precocemente que Diogo Ribeiro foi forçado a aprender a lidar com as arduidades colocadas pela vida. Tinha somente quatro anos quando perdeu o pai, e, segundo refere ‘A Bola’, a mãe sugeriu que se dedicasse diariamente à natação para que ficasse ocupado e concentrado. Em memória do progenitor, tatuaria uma estrela de David no seu ombro direito.

Aos 16 anos, nova contrariedade: sofreu um acidente de moto que o levou a ficar hospitalizado, com hematomas em todo o corpo, conjugados com queimaduras nas pernas, um ombro deslocado, uma fratura num pé e uma lesão peitoral, tendo ainda perdido parte do seu dedo indicador direito. Ao ‘Maisfutebol’, explicou o impacto que este incidente teve no seu crescimento: "O acidente foi uma lição. Deu-me força mental e psicológica... acho que ganhei uma segunda vida. (…) Achava que era indestrutível."

Diogo Ribeiro é o primeiro português a sagrar-se campeão do mundo de natação
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro
Diogo Ribeiro

Iniciou a carreira em representação da Fundação Beatriz Santos, seguindo-se o Clube Náutico Académico e o União de Coimbra, onde se começou a destacar enquanto fenómeno da sua faixa etária. As suas qualidades chamaram a atenção dos responsáveis da natação benfiquista, que o recrutaram em 2021, colocando-o no Centro de Alto Rendimento do Jamor, sob o comando de Alberto Silva, técnico nacional.

Será, salvo algum desagradável imprevisto, um dos representantes de Portugal nos Jogos Olímpicos de 2024, em Paris, para os quais já selou a qualificação, nas categorias dos 50 metros livres, 100 metros livres e 100 metros mariposa.

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas