'

Notícia

planeta

Jeff Bezos já foi ao espaço… e voltou em 11 minutos

Magnata da Amazon replicou a viagem de Richard Branson nove dias depois, atingindo uma altitude de cem quilómetros.
20 de julho de 2021 às 17:53
A carregar o vídeo ...

Esta terça-feira, o homem mais rico do mundo, Jeff Bezos, foi até ao espaço, através de uma iniciativa da sua empresa, a Blue Origin, cujo foco é a exploração espacial.

A descolagem, a partir de uma plataforma localizada no Texas, deu-se às 14h12 e foi possível acompanhar todo o percurso através da internet. Na viagem que durou menos do que 11 minutos, o foguetão ‘New Shepard’ conseguiu atingir uma altitude de 100 quilómetros.

...
O lançamento do New Shepard Foto: Getty Images

Para além do fundador da Amazon, estavam também presentes o seu irmão, Mark Bezos, a ex-piloto de 82 anos, Wally Funk, e o holandês de 18 anos, Oliver Daemen, substituto de um outro indivíduo de identidade não revelada, que havia cancelado a sua presença. Estes dois últimos Funk e Daemen fizeram ainda história tornando-se na pessoa mais velha e mais nova, respetivamente, a ir ao espaço.

A cápsula com os tripulantes, munida de paraquedas, foi depois libertada durante a descida, tendo o grupo aterrado em segurança.

A viagem do New Shepard dá-se nove dias depois de outro magnata, Richard Branson, ter atingido os 80 quilómetros de altitude, num projeto da sua Virgin Galactic, no foguetão ‘VSS Unity’. Branson, aliás, já congratulou Jeff Bezos através do Twitter. Estas iniciativas têm o intuito de funcionar como viagens-teste antes de poder ser aberta a venda de bilhetes ao público, sendo que centenas de pessoas terão já reservado o seu lugar em futuras viagens espaciais turísticas.

Na conferência de imprensa inicialmente marcada para as 16h, mas que apenas teve início uma hora depois, Jeff Bezos declarou ter se tratado de uma "experiência muito prazerosa" e que "a gravidade zero foi uma grande surpresa, parecia algo normal", adindo ter compreendido a fascinação dos astronautas com a beleza da Terra. Ademais, elogiou os trabalhadores e clientes da Amazon – de onde abandonou a posição de CEO este mês – ele que recorde-se, foi frequentemente alvo de muitas críticas pelo tratamento e condições providenciadas aos assalariados.

Vai gostar de

você vai gostar de...

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever