'

Notícia

THE MAG - The weekly magazine by Flash!

'Big Brother' rende e bem! Como Miguel Azevedo e Jorge Guerreiro passaram de cantores de bailarico a máquinas de fazer dinheiro

Chegam a dar 3 concertos numa noite, em pontos opostos do país. Desde que paguem e que os fãs lá estejam, eles aparecem, nem que seja às 3 da manhã. Entre na nova realidade de dois cantores quase-desconhecidos que um destes dias ainda se tornam milionários, tantas são as solicitações.
Carolina Pinto Ferreira
Carolina Pinto Ferreira | João Bénard Garcia
16 de junho de 2022 às 22:54
...
Miguel Azevedo e Jorge Guerreiro Foto: instagram
Para o dia 4 de junho, o cartaz oficial de Miguel Azevedo anunciava três espetaculos: o primeiro, às 16h00, em Mafra; o segundo, às 22h00, em Sacavém, o terceiro, às três da manhã, na Amareleja, Alentejo. Como é que ele aguenta? Tem de aguentar! Foi ao evento da tarde e aos dois da noite e postou as imagens todas no seu instagram para que não restassem dúvidas. Afinal, foi para conseguir uma agenda cheia que o cantor de Mora se candidatou ao reality show mais famoso do mundo e já está a colher os frutos. O "furacão alentejano" não para quieto e fatura que se farta!


Na realidade, para Miguel Azevedo, de 35 anos, e Jorge Guerreiro, de 40, entrar no 'Big Brother Famosos' foi quase tão bom como ganhar o Euromilhões. Quem não conhecia os dois cantores populares, ficou a conhecer e as músicas de ambos tornaram-se virais. Deixaram de ser cantores de bailarico e festa de aldeia para a estas (nada se desdenha) acomularem presenças em discotecas, em programas de televisão, em santos populares e onde mais for necessário. Afinal, hoje em dia é rara a pessoa que não trauteie o 'Vou Alugar um Quarto' do finalista da primeira edição do 'BBF' 2022, ou 'Rainha do Tik Tok', do alentejano. Os temas ganharam lugar em todas as festas de verão e a agenda dos dois incha sem parar.


A popularidade aumentou de tal forma que Miguel e Jorge viram as suas agendas cheias "do dia para a noite". O convite de Cristina Ferreira valeu-lhes o sucesso no campo profissional e já não há espaço para convites no que diz respeito a este verão. O instagram dos dois é a imagem desse sucesso: Miguel, o "furacão do Alentejo", como é conhecido, a quem a fama chegou mais tarde soma 59 mi fãs enquanto o veterano Jorge Guerreiro já vai nos 77 mil. 

NÃO HÁ QUEM LHE RESISTA

De norte a sul e até às ilhas, todos querem Jorge Guerreiro nas suas festas. Na noite de quarta-feira (15) onde esteve o cantor? Num arraial em Alcântara, contando na assistência com a amiga Marta Gil, que por sua vez levou mais amigas, entre elas a improvável nestas andanças Raquel Strada. Mas, apesar de ter um clube de fãs organizado, andar destas vidas da música há uns largos e, conforme assume, (quase) nunca lhe ter faltado trabalho, houve momentos difíceis para o cantor. Sobretudo quando todos pararam, literalmente, na pandemia.

A carregar o vídeo ...
O brinde de Cristina Ferreira com os finalistas do 'Big Brother Famosos' em jantar animado
"Senti-me muito abalado psicologicamente. Sabes que com a falta de trabalho vêm outras coisas de arrasto, também o poder financeiro, eu sou super correto com as minhas contas e comecei a perceber que o trabalho estava complicado, estavam a complicar também outras situações da minha vida", contou a Manuel Luís Goucha em entrevista. "Não tenho medo de trabalhar e se fosse preciso arranjar um trabalho também o faria, mas também não é fácil arranjar um trabalho que me permitesse ter uma vida musical paralela. Fi-lo no início, num call center, mas tive sorte porque a minha empresa me deixava conciliar" 


O FURAÇÃO ALENTEJANO QUE QUASE PERDEU A CASA E HOJE ESTÁ IMPARÁVEL 

O mesmo se pode dizer de Miguel Azevedo, que, antes de entrar no reality show da TVI, era mais concorrido em terras alentejanas. A vida não lhe foi fácil, sobretudo durante a pandemia, quando o cantor perdeu a maior parte dos contratos e foi obrigado a mudar o rumo da sua vida para sobreviver. "Graças a Deus, conseguimos estabilizar a nossa vida com muita união, trabalho e dedicação e sempre a acreditar que melhores dias viriam", chegou a contar à TV Guia a mulher, Tatiana Lopes. "Chorei muita vez sozinho. O que mais me afetou e o que mais me levou abaixo foi o facto de me calarem a boca. A minha ideia foi gravar o meu primeiro álbum, estava na altura", conta o próprio cantor. 

Miguel Azevedo quer dedicar-se ainda mais à família e à sua carreira
Miguel Azevedo, Tatiana Lopes
Miguel Azevedo, Tatiana Lopes
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Tatiana Lopes
Miguel Azevedo, Tatiana Lopes
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Miguel Azevedo, Cristina ferreira, Big Brother
Graças aos concertos que foram surgindo e à participação no reality show da TVI, recuperaram a casa e hoje não se podem queixar da vida. "Conseguimos voltar para a nossa casa que tínhamos colocado à venda", recorda a mulher, que é bailarina nos concertos do marido e, por isso, também anda a correr de terra em terra. Miguel continua agradecido a Cristina Ferreira, a quem chama de madrinha por ter acreditado nele e o ter levado para o programa que apresentava. Agora é manter a fama e aproveitar a agenda para recuparar os tempos (e o dinheiro) perdido durante a pandemia.

Vai gostar de

você vai gostar de...

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever