'

Notícia

THE MAG - The weekly magazine by Flash!

Mochila às costas, noites estreladas e música até de madrugada. Os festivais de Verão estão de regresso ao final de três anos. Saiba o que não pode perder…

Numa era em que chegamos a percorrer, por dia, dois quilómetros de scroll no telemóvel, em que passamos mais de duas horas nas redes sociais e mais de sete frente a um computador, convidamo-lo por aqui, sem sair do lugar, a dar uma volta a Portugal antevendo alguns dos maiores e mais expressivos festivais de verão (alguns porque na verdade eles são quase trezentos). Do continente às ilhas, da cidade ao campo, da praia ao interior, do rock ao fado, da pop à dance music, do hip-hop ao reggae, das musicas do mundo ao heavy metal, da música indie à brasileira, do jazz ao trance. Se o difícil é escolher, nós ajudamos…
Miguel Azevedo
Miguel Azevedo
09 de junho de 2022 às 22:21
Alguns dos artistas confirmados para o Rock in Rio Lisboa
Ego Kill Talent
Zanibar Aliens
IZAL
José Cid
António Zambujo
Diego Miranda
Ego Kill Talent
Zanibar Aliens
IZAL
José Cid
António Zambujo
Diego Miranda

A história é antiga e passou-se numa das primeiras edições do Festival Sudoeste, na Zambujeira do Mar. Uma mãe do norte do país, preocupada por não ter noticias da filha nem conseguir que esta atendesse o telefone, resolveu fazer-se à estrada e rumar ao Alentejo para, se preciso fosse, trazer a filha por uma orelha. Mas ao chegar gostou tanto do ambiente que encontrou, que decidiu ficar o resto dos dias. Serve isto para lembrar que os festivais de música de verão, embora estejam conotados com as gerações mais novas (e não é mentira que muitos cartazes sejam feitos a pensar nas novas tendências), o facto é que despertam a atenção de públicos de todas as idades. No período pré-pandemia, mais de 270 festivais foram organizados de norte a sul do país, para todos os bolsos, gostos, idades ou estilos musicais. Este ano, no regresso dos grandes eventos musicais ao ar livre, depois de dois anos proibidos de se realizarem, a oferta volta em força.

O primeiro grande festival do verão já decorre por estes dias no Parque da Cidade, no Porto. O Primavera Sound arrancou ontem com esse nome maior do rock alternativo e sorumbático Nick Cave, mas hoje (sexta-feira) toca o norte-americano Beck (quem não se lembra do mega-hit ‘Loser’) e essa instituição coletiva do indie rock que dá pelo nome de Pavement. Ainda hoje, não é de descurar o brasileiro Arnaldo Antunes (para as mais distraídos ele é ex-vocalista dos Titãs e um dos três elementos dos Tribalistas) e os portugueses Rita Vian, Chico da Tina e Holy Nothing. Amanhã há Interpol (quem disse que o rock não pode vestir de camisa e gravata?) e Gorillaz (o projeto virtual de Damon Albarn dos Blur). E já que se está pelo Parque da Cidade, vale a pena também espreitar amanhã Grimes (a mulher de Elon Musk, fundador da Tesla) e conferir ao vivo esse fenómeno da música brasileira Pabllo Vittar. Não queremos confundir, mas, no total, há mais de 60 projetos musicais distribuídos por cinco palcos. Os bilhetes para um dia custam 70€.

Este mês de JUNHO destaque ainda para o Festival Pé na Terra na Ilha da Fuzeta, no Algarve, entre os dias 17 e 19, com esse nome maior da música africana Bonga (‘Mariquinha’ será sempre um clássico) e claro, para o Rock in Rio-Lisboa (18, 19, 25 e 26) ele que este ano traz novos espaços temáticos para toda a família e que o transforma numa espécie de parque de diversões com banda sonora).

No que toca à música, já se sabe que os cabeças de cartaz são imperdíveis, entre eles os Muse (uma das bandas rock mais poderosas ao vivo), The National, Liam Gallagher, os clássicos Duran Duran e A-Ah (é sempre bom mexer no passado), Blacked Eyes Peas, Post Malone ou Anitta, a rainha do funk carioca. E se há festival que é mesmo para todos, o Rock In Rio-Lisboa, é um deles. Este ano há Delfins para recordar (numa reunião especial), José Cid para fazer a festa ou Ney Matogrosso para venerar. Há música eletrónica com os portugueses Moullinex e Xinobi ou fado com António Zambujo, isto só para citar alguns. Os bilhetes variam entre os 74€ (um dia) e os 155€ (passa dois adultos e duas crianças).

Os penteados perfeitos para qualquer festival
Beyonce
Gigi Hadid
Sara Sampaio
Dua Lipa
Taylor Hill
Dua Lipa
Bárbara Bandeira
Mafalda Castro
Bárbara Bandeira
Camila Coelho

Em JULHO o Afro Nation (1, 2 e 3 em Portimão) apresentado como "o maior festival afrobeats do Mundo" traz a Portugal, entre outros, a "lenda" Chris Brown e a nova coqueluche do hip-hop Megan Thee Stallion,.

Em Oeiras, entre 1 e 10 de Julho, no Jardins do Marquês tocam Beach Boys (velhos são os trapos!), Táxi (esses mesmo, do ‘Chiclete’), Marisa Monte (com ela o amor tem outro encanto), Gregory Porter (um dos principais artistas de jazz contemporâneo) ou Seu Jorge & Daniel Jobim que se decidiram juntar numa sociedade imbatível em torno da obra de Tom Jobim.

Entre os dias 6 e 9, o NOS Alive (considerado pela imprensa internacional como um dos melhores festivais da Europa) assenta arraias no Passeio Marítimo de Algés com mais de cem propostas musicais. Os cabeças de cartaz são de peso e de luxo: The Strokes, Metallica, Imagine Dragons ou Florence + The Machine (quem ainda não teve a oportunidade de ver esta senhora ao vivo anda simplesmente adormecido). Ah! e não esquecer claro esse reencontro especialíssimo dos Da Weasel. Os bilhetes variam entre 69€ (um dia), 136€ (passe dois dias), 150€ (passe três dias) ou 189€ (passe quatro dias). 

A carregar o vídeo ...
O ex-membro dos Da Weasel, esteve de férias na ilha de São Miguel.

Ainda em Julho, não esquecer o Cool Jazz (2 a 30) em Cascais que conta com John Legend, Paul Anka ou Diana Krall (um tridente de peso que faz destes um dos festivais mais elegantes do ano).

Os mais novos têm o Sumol Summer Fest na Ericeira (Piruka, Riot, Nenny, Burna Boy ou Trippie Redd são alguns dos nomes para ouvir à beira mar) e os adeptos dos sons mais pesados têm o Festival VOA com Megadeth e Kreator.

Nos dias 14,15 e 16 de Julho, o SBSR volta à praia do Meco com A$SAP Rocky (um dos maiores rapers da atualidade), DaBaby (o álbum ‘Kirk’, de 2019, chegou ao primeiro lugar da Billboard e isso não é para todos) ou Foals (uma das mais excitantes bandas do rock alternativo da atualidade). Mas não esquecer, também no SBSR, Mayra Andrade (a música cabo-verdiana no expoente da sua sensualidade) e os portugueses Capitão Fausto e as irmãs Golden Slumbers (dois anjos na terra). Os bilhetes variam entre os 35€ e os 225€. Já o Marés Vivas, no Porto, tem como grande bandeira Bryan Adams (ele que parece que é sempre a primeira vez que cá vem). 

A carregar o vídeo ...
O cantor confessa finalmente o que há muito se falava.

AGOSTO já se sabe, manda a tradição que o primeiro fim de semana seja de Meo Sudoeste, na Zambujeira do Mar (3 a 6). Os nomes maiores são os de Major Lazer (um dos gigantes da eletrónica a nível mundial) e Steve Aoki (ele que assina sempre atuações memoráveis e que é preciso testemunhar pelo menos uma vez na vida).

Destaque ainda para o festival Bons Sons, na aldeia de Cem Soldos, em Tomar (12 a 15), um dos festivais mais económicos do ano, com o preço dos bilhetes a variar entre os 25€ (diário) e os  55€ (passe quatro dias). É também um dos mais peculiares eventos do verão. A aldeia é fechada e o seu perímetro delimitado com os palcos a tomarem conta das ruas, praças, largos, igreja, entre outros espaçoso. A música é cem por cento portuguesa e junta, entre outros, Lena d’Água ou Rui Reininho (dispensam apresentações), B Fachada (um fenómeno de culto), Aldina Duarte (o fado solene) ou Bateu Matou (um grupo de três bateristas que se assume como uma banda de baile).

Agosto é também o mês de dois mais lendários festivais de verão em Portugal, o Paredes de Coura e o Vilar de Mouros (o mais antigo de todos). No primeiro (16 a 20), provavelmente o mais bucólicos dos eventos ao ar livre em Portugal, destacam-se Pixies (sim, ainda é possível dançar ao som de ‘Here Comes Your Man’), Beach House (chamam-lhe dream pop) ou Perfume Genius (a pop em toda a sua vulnerabilidade).

Já em Vilar de Mouros, lá mais para o final do mês (25 a 27) prometem-se três noites para todos os gotos com Placebo e Suede (duas das expressões máximas do glam rock), Iggy Pop (o que dizer sobre este senhor?), Bauhaus (revivalismo gótico na voz de um dos melhores de sempre, Peter Murphy) ou Limp Bizkit (os maiores representantes do nu metal).

Já em Setembro fica esse destaque sempre obrigatório de terminar o verão a ouvir fado no Santa Casa Alfama. Este ano há uma homenagem especial a Max, um concerto especial de Dulce Pontes e o espetáculo ‘As Divas’ com Alexandra, Lenita Gentil, Maria da Fé, Maria da Nazaré e Aldina Duarte.      


A NOSSA SELEÇÃO:

JUNHO:
- Primavera Sound -  9 a 11 de junho (Porto)
- Festival Pé na Terra (Edição Saudade) - 17 a 19 de junho (Vila da Fuseta, Algarve)
- Rock In Rio Lisboa - 18, 19, 25 e 26 de Junho de 2022 (Parque da Bela Vista, Lisboa)
- Festival Impulso – 23 a 25 de Junho (Caldas da Rainha)
- Festival Artes à Vila – 24, 25 e 26 de Junho (Batalha)
- Festival Med - 30 de junho a 3 de julho (Loulé)

JULHO:
- Matosinhos em Jazz – 1 a 3 de Julho (Matosinhos)
Afro Nation - 1, 2 e 3 de Julho (Portimão, Algarve)
- LGTB + Music festival - 1, 2 e 3 de julho (Alfândega Porto)
- Jardins do Marquês - 1 a 10 de Julho (Oeiras) 
- Festival VOA – Heavy Rock Festival - 2 de Julho (Oeiras)
- Sumol Summer Fest - 1 e 2 de Julho (Ericeira)
- Cool Jazz -  2, 10, 21, 23, 27, 28 e 30 de Julho (Cascais)
Rolling Loud - 6,7 e 8 de Julho (Praia da Rocha, Algarve)
- Nos Alive 6, 7, 8 e 9 de Julho (Passeio Maritimo de Algés)
- Festival Super Bock Super Rock – 14, 15 e 16 de Julho (Meco)
- Summer Opening Festival – 15 a 23 de Julho (Funchal, Madeira)
- Marés Vivas -  15, 16 e 17 de Julho (Vila Nova de Gaia)
- Que Jazz É Este? - 20 a 24 de Julho (Viseu)
- Boom Festival -  22 a 29 de Julho (Idanha-a-Nova)
- Rodellus – 29 e 30 de Julho (Ruilhe, Braga)
- Festival de Músicas do Mundo -  22 e 30 de julho (Sines)
- The Gang Festival - 23 de Julho (Campo Pequeno, Lisboa)
- Vagos Metal Fest – 28 a 30 de Julho (Vagos, Aveiro)

AGOSTO:
- Meo Sudoeste - 2 a 6 de Agosto (Zambujeira)
- Festival A ESTRADA - 9 a 13 de Agosto (Entre a Serra de São Francisco e o mar da Costa de Santo André)
- Festival das Marés – 11 a 13 de Agosto (Açores)
- Sol da Caparica - 11, 12, 13, 14 e 15 de Agosto (Costa de Caparica)
SONICBLAST FEST'22 - 11, 12 e 13 de Agosto (Caminha)
- Bons Sons -  12, 13, 14 e 15 de Agosto (Cem Soldos, Tomar) 
- Paredes de Coura -  16, 17, 18, 19, 20 de Agosto (Paredes de Coura, Minho)
- Festival do Crato – 23 a 27 de Agosto (Crato, Alentejo)
- Vilar de Mouros - 25, 26 e 27 de Agosto (Vilar de Mouros, Minho)
- ECO FESTIVAL Azores Burning Summer - 24, 25, 26 e 27 de Agosto (Praia dos Moinhos, Porto Formoso, São Miguel)

SETEMBRO:
Festival União Hip Hop + Reggae - 17 de Setembro (Lisboa)
- KALORAMA - 1, 2 e 3 de setembro (Parque da Bela Vista, Lisboa)
- Festival F – 3 a 5 de Setembro (Faro)
- Santa Casa Alfama - 23 e 24 Setembro (Alfama, Lisboa)

 

Vai gostar de

você vai gostar de...

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever