Notícia

Polémica

Prisão onde está Ronaldinho tem festas loucas com mulheres, bebidas alcoólicas e telemóveis

O antigo jogador brasileiro está detido no Paraguai por falsificação de documentos e deve continuar preso por pelo menos seis meses, prazo que a procuradoria tem para concluir a investigação.
10 de março de 2020 às 16:36
A vida de festas, viagens e luxos de Ronaldinho
O ex-jogador brasileiro está detido no Paraguai no âmbito de uma investigação de falsificação de documentos. Veja a vida que o craque deixou para trás
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
Ronaldinho
A prisão paraguaia onde Ronaldinho e o irmão se encontram detidos desde 5 de março parece que não é propriamente um modelo de retidão. Segundo uma reportagem do canal 'SNT Paraguai', citada pelo 'Record', que foi para o ar em novembro de 2018, o funcionamento interno do edifício governamental onde os dois brasileiros estão encarcerados - por falsificação dos passaportes - deixa muito a desejar.

A prisão é conhecida pelos subornos para organizar festas privadas, mas as "facilidades" do estabelecimento prisional não ficam por aqui. Segundo o 'SNT Paraguai' "entram mulheres, sem nenhum problema", os presos chegam a ter eletrodomésticos, bebidas alcoólicas, telemóveis e até instalações privadas.

Entretanto, o ministro da Secretaria Nacional Anticorrupção do Paraguai, René Fernández, explicou que Ronaldinho e o irmão terão depositado cerca de 8 mil euros num banco público do Paraguai, com o intuito de iniciarem o processo de naturalização, algo que não poderia teoricamente acontecer, por nenhum deles ter no mínimo três anos de residência no país.

...
Ronaldinho detido no Paraguai Foto: Cofina Media
No Brasil, o site UOL dá conta que o governo de Bolsonaro está a tentar ajudar, discretamente, Ronadinho Gaúcho, que foi um apoiante do atual presidente brasileiro durante a campanha. Conta o mesmo site que o ministro da Segurança Pública, Sérgio Moro, terá telefonado às autoridades paraguaias no sentido de se inteirar sobre a situação do antigo craque.

Apesar de não querer envolver a figura de Bolsonaro no processo, a defesa do ex-jogador já tinha informado o consulado brasileiro em Assunção sobre a suposta irregularidade da prisão preventiva. E o cônsul assistiu à sessão no tribunal onde foi julgado o recurso da medida de coação, que acabou por ser mantida. 

A defesa de Ronaldinho acredita que o ex-jogador esteja a ser utilizado como 'bandeira' da luta do governo do Paraguai contra os criminosos que falsificam documentos.

Uma juíza paraguaia decidiu que Ronaldinho fica detido naquele país até que a investigação esteja concluída. No Paraguai, a procuradoria-geral tem de apresentar um caso em tribunal no prazo máximo de seis meses. Não foi permitida prisão domiciliar ao ex-jogador, de 39 anos de idade.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;