Notícia

Mundo

Iñaki condenado a 6 anos e 3 meses de prisão

O marido da infanta Cristina foi condenado por prevaricação, fraude, tráfico de influência e tem ainda de pagar uma multa de 512 mil euros.
17 de fevereiro de 2017 às 10:44
Cristina e Iñaki: dos luxos à desgraça
Infanta Cristina e Inaki nos tempos da vida de luxo da casa real espanhola
infanta cristina, caso nóos, tribunal, espanha
Inaki envelheceu anos a fio desde que se viu incriminado no caso Noos, por desvio de milhões de euros de dinheiros públicos, através da sua fundação e empresas fantasmas
Os 4 filhos da infanta Cristina e Inaki, Pablo, Juan , Miguel e Irene
Infanta Cristina em tribunal e muito envelhecida
O casamento de sonho em 1997 entre a filha dos reis de Espanha e o menino bonito, Inaki
Antes do escândalo Noos Inaki e Cristina estavam presentes em todos os eventos da família real espanhola
O último verão em maiorca com a família reunida antes do escândalo Noos vir a público, em finais de 2013
Em 2014 com a acusação de Inaki no escândalo a sua figura de cera é retirada da família real espanhola
Os ex duques de Palma e os filhos mudaram-se para a Suíça desde o escândalo
As férias em Maiorca no iate do rei e com a família real são já coisa do passado. Só os filhos continuam a ir de férias com a rainha Sofia
A infanta nunca deixou de amar o marido tendo optado por ficar com ele em vez de se divorciar
A infanta Cristina e Inaki acabaram por ser afastados da família real e apenas a rainha Sofia e a infanta Elena se dão com eles
iñaki urgandarín
iñaki urgandarín
iñaki urgandarín
infanta cristina
infanta cristina, caso nóos, tribunal, espanha
inaki
infanta de espanha
infanta cristina
casamento infanta Cristina
Família real espanhola
familia real espanhola
familia real espanhola
infanta cristina
infanta cristina
infanta cristina
infanta cristina
iñaki urgandarín
iñaki urgandarín
iñaki urgandarín
Chegou ao fim o Caso Nóos. Iñaki Urdangarín foi agora condenado a 6 anos e 3 meses de prisão por prevaricação, fraude, tráfico de influência e ainda vai ter de pagar uma multa de 512 mil euros. A sentença foi unânime.

A infanta Cristina foi absolvida dos crimes fiscais, mas terá de pagar uma multa de 265 mil euros. Miquel Roca, advogado de Cristina, diz que a infanta está "satisfeita com o reconhecimento da sua inocência" mas que "continua a acreditar" na inocência do marido.

Diego Torres, sócio de Iñaki Urdangarín, foi condenado a 8 anos e 6 meses de prisão.

Uma fonte próxima da Casa Real Espanhola expressou o seu "respeito absoluto" pelos poderes judiciais. O rei Felipe VI está em visita oficial ao Museu Thyssen e negou fazer comentários em relação ao assunto.




Inãki Urdangarín era tido como o genro perfeito do Rei Juan Carlos. Ele e a infanta Cristina eram adorados pela família real espanhola e amigos íntimos dos reis Felipe e Letizia. Em finais de 2013, Inaki é acusado de ter desviado milhões de euros dos dinheiros públicos espanhóis naquele que ficou conhecido como o Caso Nóos e o maior escândalo de sempre na família real espanhola.

[notícia em atualização]

Recorde a sua vida de luxo até à desgraça.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável