'

Notícia

Polémica

Joe Berardo foi detido por fraude em financiamentos concedidos pela Caixa Geral de Depósitos

Ministério Público e Polícia Judiciária têm em curso uma megaoperação em Lisboa, no Funchal e em Sesimbra.
29 de junho de 2021 às 10:22
Joe Berardo e as fotos mais intimistas com a família
Joe Berardo
Joe Berardo
Foi na África do Sul que se enamorou e conheceu Carolina Gonçalves, com quem casou e teve dois filhos - Renato e Cláudia.
"Os políticos, que estão lá apenas por quatro anos, não têm as 'bolas' para mudar as leis e atrair mais investidores e melhorar os postos de trabalho."
"Houve uma fase em que tive nove queixas em tribunal pelos melhoramentos que fiz na Bacalhôa. Porém, ganhei-os todos."
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
"Foi na África do Sul que fiz fortuna na reciclagem de produtos auríferos e exploração de minas, fundando o grupo Egoli."
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo, Carolina Gonçalves
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo
Joe Berardo

Joe Berardo foi detido no decorrer de uma operação da Polícia Judiciária por burlas em financiamentos concedidos pela Caixa Geral de Depósitos.  

O empresário madeirense foi esta manhã de terça-feira detido e, em curso, estão cerca de 50 buscas no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público do Departamento Central de Investigação e Ação Penal no processo Caixa Geral Depósitos.

A megaoperação decorre em Lisboa, no Funchal e em Sesimbra.

De acordo com informação avançada pela Polícia Judiciária (PJ), foram efetuadas 51 buscas, 22 buscas domiciliárias, 25 buscas não domiciliárias, 3 buscas em instituição bancária e uma busca num escritório de advogados. 

A investigação, iniciada em 2016, identificou procedimentos internos em processos de concessão, reestruturação, acompanhamento e recuperação de crédito, contrários às boas práticas bancárias e que podem configurar a prática de crime.

"A operação da PJ incidiu sobretudo num grupo económico, que entre 2006 e 2009, contratou 4 operações de financiamentos com a CGD, no valor de cerca de 439 milhões de Euros. Este grupo económico tem incumprido com os contratos e recorrido aos mecanismos de renegociação e reestruturação de dívida para não a amortizar.", lê-se no comunicado enviado pela PJ.

Atualmente este grupo económico causou um prejuízo de quase mil milhões de Euros à CGD, ao NB e ao BCP, tendo sido identificados atos passiveis de responsabilidade criminal e de dissipação de património.

A operação envolveu 180 profissionais, 138 da PJ, 26 da AT,9 do MP e 7 JIC.

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...