'

Notícia

Covid-19

Revelação: médicos ingleses estavam prontos para anunciar morte de Boris Johnson

Primeiro-ministro britânico recorda período em que esteve internado a recuperar da covid-19.
03 de maio de 2020 às 15:10
Boris Johnson, o homem que tem uma vida sentimental muito atribulada
Boris Johnson
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Com Carrie Seymonds, a atual namorada, 24 anos mais nova
Com a segunda mulher, Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Allegra Mostyn-Owen
Boris Johnson e Allegra Mostyn-Owen
Boris Johnson e Allegra Mostyn-Owen
Boris Johnson
Boris Johnson
Boris Johnson
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson e Carrie Seymonds
Boris Johnson
Boris Johnson
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Marina Wheeler
Boris Johnson e Allegra Mostyn-Owen
Boris Johnson e Allegra Mostyn-Owen
Boris Johnson e Allegra Mostyn-Owen
Boris Johnson
Boris Johnson
Boris Johnson revelou em entrevista ao jornal inglês 'The Sun' que os médicos prepararam-se para anunciar a sua morte durante a fase em que esteve nos cuidados intensivos, a recuperar da infeção pelo novo coronavírus. O primeiro-ministro britânico, que chegou a agradecer publicamente ao enfermeiro português Luís Pitarma, contou que lhe deram "litros e litros de oxigénio" para o manterem vivo.

"Foi um momento complicado, não o vou negar. Eles tinham uma estratégia para lidar com um cenário tipo 'morte de Estaline'", referiu o governante inglês, de 55 anos, que foi pai nos últimos dias. "Eu sabia que não me encontrava num estado particularmente brilhante e também sabia que estavam ser preparados planos de contingência. Os médicos tomaram uma série de medidas relativamente ao que fazer se as coisas corressem mesmo mal."

"Deram-me uma máscara facial e litros e litros oxigénio", recorda. Mas houve um dia em que o primeiro-ministro piorou e teve de ser internado nos cuidados intensivos. "Os indicadores do sangue estavam muito mal".

Luís, o enfermeiro português que tratou de Boris Johnson e que recebeu um rasgado elogio
Luis Pitarma
Luis Pitarma
Luis Pitarma
Luis Pitarma
Luis Pitarma
Luis Pitarma
Luis Pitarma
Luis Pitarma
Luis Pitarma
Luis Pitarma
E então perguntava-se: "Como vou sair disto?" Boris Johnson, que jogou râguebi na juventude, começou a aperceber-se que podia morrer. "Parti o nariz, parti um dedo, parti o pulso, parti uma costela, parti praticamente tudo várias vezes. Mas nunca tinha tido nada tão grave. Sentia-me frustrado porque os indicadores do sangue continuavam mal e então lembro-me de pensar 'não há medicamentos para isto, não há cura'."

Depois de três noites, "graças ao trabalho miraculoso da equipa médica", regressou à enfermaria geral sem precisar de ser ventilado. "Senti-me um sortudo porque muita gente sofreu muito mais do que eu. É difícil acreditar que a minha saúde deteriorou-se a este nível muito rapidamente no espaço de poucos dias. Lembro-me de me sentir frustrado, não percebia por que razão não melhorava... Mas o pior momento foi quando os médicos pensaram em entubar-me, foi aí que... Foi aí que eles começaram a pensar nas coisas."

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever