Paulo Abreu
Paulo Abreu

Notícia

José Eduardo Moniz é o grande chefe

Bruno Santos é o director-geral da TVI. E Moniz “apenas” consultor da estação. Mas que manda em Queluz de Baixo… manda. As palavras de Goucha estão aí para o provar
15 de dezembro de 2018 às 08:00
...
José Eduardo Moniz é o grande chefe

Na entrevista a Fátima Lopes – que pode ler na TV Guia desta semana –, pergunto-lhe quem é, afinal, o seu director na TVI: Bruno Santos, ou José Eduardo Moniz? Responde-me que é Bruno Santos. Que é com ele que trata tudo. Não duvido. De facto, Bruno é o director-geral da estação e Moniz é consultor para a Ficção e Entretenimento. Mas a importância deste em Queluz de Baixo é maior do que o nome que lhe deram na estrutura. Isto é, no papel Moniz é uma coisa, mas na prática é outra, como provam os últimos dias. Ora veja, com estes cinco exemplos. Primeiro exemplo: uma delegação da TVI desloca-se a Nova Iorque, no final de Novembro, onde decorre a 46.ª edição dos Emmy. Quem traz de lá o prémio de Melhor Telenovela para Ouro Verde? Helena Forjaz, Maria João Costa, Hugo Sousa, Joana de Verona e… José Eduardo Moniz.

Segundo exemplo: como avançou o Correio da Manã, Goucha e o marido vão abrir as portas do seu monte, em Monforte, para fazer durante dez dias o programa das manhãs da TVI, já a partir de segunda-feira, 17. "Estava aqui de férias, quando ele [José Eduardo Moniz] me ligou a perguntar: "‘Ó Manuel Luís, o que é que acha de fazermos o programa na sua casa?’"

Terceiro exemplo: "Esta ideia não é da Cristina Ferreira, mas do José Eduardo Moniz", explica Goucha, confrontado com o facto de estar a copiar o programa da antiga companheira das manhãs, previsto para estrear em 7 de Janeiro, na SIC.

O quarto exemplo tem que ver com o marido de Goucha ir ser repórter na TVI. "Além da Rosa [Cullell, administradora-delegada da Media Capital], o José Eduardo Moniz também disse que o Rui era uma peça importante para o programa." Último exemplo. A propósito da escolha da sucessora de Cristina Ferreira para o Você na TV!, Goucha diz o seguinte: "A Tânia Ribas de Oliveira foi uma forte possibilidade… O Rui – o marido – sugeriu a Vanda Miranda. Foi então que me lembrei da Maria Botelho Moniz… Entretanto, o Zé Eduardo [Moniz] lembrou-se da Maria Cerqueira Gomes, e concordei."

Termino com a entrevista de José Eduardo Moniz à revista Sábado, da última semana. À pergunta se "gostaria de recuperar o cargo de director-geral da TVI", o consultor responde desta maneira: "Já dei para isso." Talvez tenha dado, sim...

Mais notícias de O Tal Canal

Desastre fatal

Desastre fatal

A nova novela da TVI, 'Na Corda Bamba', confirma o pior dos cenários: nada do que passa na estação de Queluz de Baixo reúne a preferência dos portugueses.
TVI em chamas

TVI em chamas

O Programa de Fernanda Serrano antes do 'Jornal das 8' não lembra a ninguém. E as audiências são implacáveis – perdão, os portugueses. A primeira aposta de Felipa Garnel é um fracasso.
Paródia na TVI

Paródia na TVI

Alguns atores, como Lourenço Ortigão e Benedita Pereira, não sabem que nova novela ‘Prisioneira’ vem aí e assumem-se perdidos. Parece brincadeira, mas é verdade. Na estação de Queluz de Baixo poucos sabem o que andam a fazer
O desastre de Felipa Garnel

O desastre de Felipa Garnel

Os resultados do primeiro mês da nova diretora de Programas da TVI são dramáticos. Agosto pode atirar a estação para o último lugar.
Fernando Mendes na TVI

Fernando Mendes na TVI

Depois da transferência de Cristina Ferreira para a SIC, esta poderá ser a “outra” bomba da televisão portuguesa. Terá Felipa Garnel argumentos para levar o Gordo para a estação de Queluz de Baixo?
À beira do abismo

À beira do abismo

O concurso de Cristina Ferreira podia estar entregue a um Manzarra qualquer, com esta má aposta da SIC a poder manchar o currículo da apresentadora. Mas há mais desgraças na nossa TV…

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!