'

Notícia

televisão

Ator que dá voz ao indiano Apu dos 'Simpsons' pede desculpa. Hank Azaria lamenta "racismo estrutural"

Hank Azaria já deixou de dar voz à famosa personagem indiana da série 'Os Simpsons'.
13 de abril de 2021 às 18:10
As personagens dos 'Simpsons' que Hank Azaria já interpretou
Hank Azaria, Apu
Hank Azaria
Apu Nahasapeemapetilon (até 2020)
Lou (até 2020)
Carl (até 2020)
Bumblebee Man (até 2020)
Moe
Snake
Chief Wiggum
Hank Azaria, Apu
Hank Azaria
Apu Nahasapeemapetilon (até 2020)
Lou (até 2020)
Carl (até 2020)
Bumblebee Man (até 2020)
Moe
Snake
Chief Wiggum

A série de animação ‘Os Simpsons’ é, indiscutivelmente, um clássico da televisão: está há 32 anos em exibição nos ecrãs pelo mundo fora, levando ao riso várias gerações. No entanto, a durabilidade da série criada por Matt Groening também levou a que algumas das caricaturas utilizadas se tornassem de certa forma anacrónicas, como consequência da maior voz dada ao público que pertence a minorias étnicas.

Um dos debates que se levantou em tempos recentes concerne a personagem Apu Nahasapeemapetilon, cuja voz é de Hank Azaria, ator caucasiano. Apu é um imigrante indiano nos Estados Unidos que gere uma loja de conveniência, frequentada de forma comum pela família Simpson e pelas restantes personagens da série, que, durante os primeiros tempos em que esta foi exibida, foi uma das únicas representações indianas na televisão norte-americana.

O lado negativo desta condição foi que levou ao surgimento de estereótipos contra indíviduos indianos nos Estados Unidos, relacionados com a personagem. De facto, em 2017, foi lançado o documentário ‘The Problem with Apu’, da autoria do comediante Hari Kondabolu, que explora exatamente a temática da influência da série na perceção de pessoas desta etnia.

Azaria diz agora que "leu e falou" com pessoas que sabiam muito sobre racismo, procurando perceber também o lado da comunidade indiana. Azaria considera que ela contribuiu para o racismo estrutural: "Eu não sabia mais, não pensei sequer, não tinha ideia da vantagem que tinha por ser um branco de Queens [zona de Nova Iorque]", acrescentando que a personagem tinha boas intenções, mas "isso não significa que não tenha originado consequências negativas."

Finalmente, o ator contou a história de um adolescente de 17 anos, colega do seu filho, com quem falou sobre o tema: "Ele nunca tinha visto os Simpsons, mas sabia o que significava o Apu, é praticamente um insulto nesta altura, é assim que a comunidade dele é vista neste país", dizendo inclusive que, "com lágrimas nos olhos", ele lhe havia pedido que comunicasse isto às pessoas de Hollywood.

Azaria rematou, confessando, "parte de mim sente que preciso de falar com cada pessoa indiana neste país e pedir pessoalmente desculpa, e por vezes faço-o." O autor do documentário acima abordado, Hari Kondabolu, mostrou-se muito satisfeito pelas declarações do ator – a quem, humoristicamente, havia há alguns anos denominado de "um branco a interpretar um branco a interpretar o meu pai" –  escrevendo inclusive um tweet com o seguinte: "O Hank Azaria é uma pessoa simpática e ponderada que prova que as pessoas não são simplesmente produtos do seu tempo, mas podem aprender e crescer", manifestando pelo ator "nada a não ser respeito."

Apu vai continuar nos 'Os Simpsons', como já havia comunicado o criador Matt Groening, que se mostrou feliz pelo aumento da diversidade do grupo de trabalho.

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever