'
A grande jogatana

Luísa Jeremias

No meu Sofá

A grande jogatana

Big Brother Famosos está a ter a capacidade de chamar as atenções sobre si, agarrar os espectadores, como há muito não acontecia, graças a quê? Ao elenco tempestuoso escolhido para ali figurar. Está criado o formato de sucesso: aquele em que não há um momento que não seja de tensão e é essa mesma ansiedade constante que prende o espectador.
Elogio dos debates

Carlos Rodrigues

Grelha da Semana

Elogio dos debates

Há que dar a mão à palmatória: o interesse suscitado pelos debates foi enorme, e isso traduziu-se em audiências muito interessantes para as estações. Os debates foram bem realizados, com uma ou outra falha técnica. O nível médio dos moderadores foi bom, com diferenças entre si. A duração, curta, que muitos criticaram, aproveitou à qualidade do espetáculo.
Crime e eleições

Francisco Moita Flores

Piquete de Polícia

Crime e eleições

Até agora, nem uma palavra sobre segurança. O único mote e que já perderam muitos minutos de conversa mole e sem qualquer consequência foi sobre a prisão perpétua. Com exceção desta conversa meio tonta, alguém ouviu uma discussão, uma ideia que fosse, sobre o entendimento que cada partido tem no que respeita à prevenção e combate da criminalidade?
Quem tramou Ljubomir Stanisic?

Luísa Jeremias

No meu Sofá

Quem tramou Ljubomir Stanisic?

Decidiu a SIC entrar com a artilharia pesada Ljubomir em cima de 'Big Brother Famosos'. E deu asneira: porque quando o Mal enfrenta o Mal ganha o mais maléfico. Ou, pelo menos, o que mais surpreender os espectadores. E neste caso o 'BBF' ganha de caras. Primeiro: é novidade, ou seja, imprevisível; segundo: tem concorrentes malucos e que "vão com tudo".
Ainda não é desta

Grelha da Semana

Ainda não é desta

A SIC é muito melhor a gerir a grelha que os seus concorrentes, e por essa razão já está outra vez no controlo da situação. Bastou uma semana para dominar o ataque da TVI, com prolongamento da informação, dose reforçada de Araújo Pereira e proteção ativa do chef Ljubomir, o elo mais fraco da estação, no presente. Com estes movimentos, a que se juntou uma tarde bem planeada, a SIC voltou a ganhar ao domingo.
O tempo não quebra

Francisco Moita Flores

Piquete de Polícia

O tempo não quebra

O tempo não quebra. Na sua lenta mutação, sucedendo dias e noites, meses após meses, é uma força externa às nossas vontades e expectativas como um rio lento de magma vulcânica que apenas a morte interrompe. Nem a política, nem a economia, nem a saúde, nem atividade criminosa muda porque o ano mudou. Habitam um tempo diferente, lento, por vezes parece-nos viscoso, que resiste às alterações que desejamos quando ingerimos as doze passas ao tocar o primeiro minuto do novo ano.
Os enigmas de 2022

Carlos Rodrigues

Grelha da Semana

Os enigmas de 2022

Uma previsão sem grande risco aponta para mais uma provável vitória da SIC no ano que vem. Contrariar este destino compete à TVI. A nova tentativa para os domingos à noite, com o Big Brother Famosos apresentado por Cristina Ferreira, é a principal incógnita, mas é sobretudo uma aposta arriscada.

Os Cúmplices

Os Cúmplices

Mais Lidas

+ Lidas


Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever