'
Gonçalo Barreto / Bayer
Gonçalo Barreto / Bayer Embaixador FLASH!

Notícia

Uma viragem a 180º

Estávamos distantes dos nossos clientes, a perder relevância perante os nossos consumidores a tínhamos deixado de adicionar valor ao mercado do autocuidado.
27 de junho de 2021 às 05:00
...
Gonçalo Barreto Foto: dr

Diz-se que o mundo mudou, que a vida nunca mais vai ser igual e que as empresas, e as suas marcas, devem adaptar-se a esta nova realidade. Nunca se falou tanto de Propósito, Sustentabilidade, de Inclusão e Diversidade, ou de Acesso ao medicamento. Na Bayer acreditamos que estes temas não devem ser modas, mas sim sentidos e vividos diariamente e fazerem parte da nossa estratégia. É este o nosso caminho e não é por acaso que a nossa visão empresarial é "Health for All, Hunger for None" (saúde para todos, fome para ninguém), guiados pelas necessidades mais básicas da população – saúde e alimentação – em resposta aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de Erradicar a Fome e Saúde de Qualidade (ODS 2 e 3).

Guiados pelo nosso propósito - Science for a better life – contribuímos para um mundo onde as doenças não só são tratadas, mas prevenidas e curadas eficazmente; onde as pessoas podem cuidar da sua saúde mais autonomamente; onde os alimentos são produzidos em quantidades suficientes sempre respeitando os recursos naturais do planeta; onde o crescimento do negócio e a sustentabilidade andam de mãos dadas.  

Na área de Consumer Health da Bayer, para além desta nova realidade, decidimos que queríamos também mudar alguns pilares estratégicos fundamentais. Estávamos distantes dos nossos clientes, a perder relevância perante os nossos consumidores a tínhamos deixado de adicionar valor ao mercado do autocuidado.

Por isso, virámos 180º: estamos a criar verdadeiras parcerias com as farmácias, aproximámo-nos dos consumidores com comunicação mais relevante e embarcámos num percurso de inovação, que não só trará crescimento ao mercado como oferecerá aos consumidores marcas e produtos inovadores, que ainda não existiam em Portugal.

Prova disso é o lançamento que iremos fazer em julho da primeira marca de Multivitamínicos do Mundo, nº 1 na Europa – Supradyn. Uma gama completa de multivitamínicos para Recarregar as Energias de Portugal.

Estejam atentos, porque isto é apenas o primeiro capítulo!

Mais notícias de Embaixador FLASH!

O mundo mudou... Mesmo?

O mundo mudou... Mesmo?

Em Portugal não houve, até ao momento, nenhum Weinstein ou Cosby. E, provavelmente, não haverá, porque há muito que normalizámos as situações com posturas saloias de masculinidade: "já não se pode brincar com nada", "agora tudo é assédio". De que serve gritar "Black Lives Matter" se não se discute o significado ou o impacto, independentemente do tom de pele de cada pessoa?
A meio caminho, para um mundo mais justo e igualitário

A meio caminho, para um mundo mais justo e igualitário

Um estudo realizado em fevereiro de 2020 pela GlobeScan para IKEA, com uma amostra de 828 portugueses, entre outros dados, revela que apenas 58% dos portugueses concorda que as pessoas devem ser livres de escolher o que vestir e como viver de acordo com o género com que se identificam, mesmo que tenham nascido com outro género.
Uma viragem a 180º

Uma viragem a 180º

Estávamos distantes dos nossos clientes, a perder relevância perante os nossos consumidores a tínhamos deixado de adicionar valor ao mercado do autocuidado.
Do VUCA ao FLASH

Do VUCA ao FLASH

Tudo se tornou imediato e efémero, pelo que as pessoas e as organizações terão se ser rápidas na adaptação à mudança e constantes nos valores.
Marcas, humanismo e ética

Marcas, humanismo e ética

Com a responsabilidade social coletiva a assumir posição cimeira na agenda de 2020/21, as marcas e organizações sabem ter que fazer prova dos seus valores. A questão central passou a ser como transformar a tecnologia em progresso, em novos modelos de atividade sustentável e de negócio ao serviço das pessoas.
Mais que um jogo

Mais que um jogo

No final, o resultado era o que menos interessava. Ganhou o futebol e ganhámos todos nós, adeptos, que às vezes nos esquecemos – ou nos deixam esquecer – que ainda que isto seja só um jogo, será sempre também muito mais do que isso.