'
Gonçalo Rebelo de Almeida / Vila Galé Hotéis
Gonçalo Rebelo de Almeida / Vila Galé Hotéis Embaixador FLASH!

Notícia

O recomeço

É com esperança que o setor encara o momento atual e embora sabendo que terá ainda pela frente 4 a 5 meses de inverno duros, temos dados positivos que indicam que poderemos em breve retomar o papel e importância na economia e no desenvolvimento do país. Como primeira nota e com os dados que temos ao momento, a situação pandémica aparenta estar controlada e o sucesso do processo de vacinação em Portugal terá dado o seu importante contributo para este resultado. A operação logística e a adesão dos portugueses ao processo foi exemplar, colocando-nos nos primeiros lugares do ranking mundial.
06 de outubro de 2021 às 18:34
...
Gonçalo Rebelo de Almeida Foto: dr

O verão chegou ao fim e os resultados do setor do turismo embora melhores que em 2020, ainda ficaram bastante aquém de um ano dito normal.

Alguns meios de comunicação de comunicação social passaram uma imagem de retoma e elevada procura, mas esta limitou-se a um período de 6 semanas que apenas teve início na segunda semana de agosto e que perdurou até ao inicio do período escolar, e essencialmente concentrada nas regiões do Algarve, Madeira, Alentejo e algumas zonas do interior do país.

Fruto da incerteza e dos avanços e recuos na situação pandémica, os meses de junho e julho, que por norma já são meses de procura e taxas de ocupação elevadas, ficaram bastante aquém das expectativas iniciais.

Os mercados internacionais começaram a registar no mês de agosto os primeiros sinais de retoma, mas ainda em valores na ordem de 50% a 60% abaixo de anos normais.

O mercado português por sua vez registou um comportamento fantástico, com crescimentos expressivos na maioria das regiões do país, tendo registado nos meses de agosto e setembro, números superiores a 2020 e a 2019.

No entanto, é com esperança que o setor encara o momento atual e embora sabendo que terá ainda pela frente 4 a 5 meses de inverno duros, temos dados positivos que indicam que poderemos em breve retomar o papel e importância na economia e no desenvolvimento do país.

Como primeira nota e com os dados que temos ao momento, a situação pandémica aparenta estar controlada e o sucesso do processo de vacinação em Portugal terá dado o seu importante contributo para este resultado. A operação logística e a adesão dos portugueses ao processo foi exemplar, colocando-nos nos primeiros lugares do ranking mundial.

Por outro lado, os fluxos turísticos internacionais começam lentamente a ser reestabelecidos, não apenas no seio da união europeia, mas também com 2 importantes mercados para as nossas cidades como são o EUA e o Brasil.

As empresas começam a organizar novamente eventos, reuniões e congressos retomando desta forma o fluxo de turismo de negócios que esteve praticamente suspenso durante 18 meses.

O mercado português continua a aderir ao produto turístico nacional e acreditamos que durante este período conseguimos captar novos consumidores nacionais que puderam descobrir as maravilhas e as riquezas do nosso país, explorando novos destinos, conhecendo novas paisagens, monumentos e património nacional, convivendo com as nossas gentes e provando de norte a sul a nossa gastronomia e vinhos.

O turismo tem um papel fundamental no desenvolvimento social e ambiental, promovendo o crescimento das comunidades locais, a aproximação e conhecimento entre culturas, recuperando e valorizando a história e o património, contribuindo dessa forma para um mundo mais equilibrado, mais coeso, mais global.

É assim com esperança que o setor espera começar a recuperar nos próximos meses o seu papel contribuindo para um mundo melhor.

Mais notícias de Embaixadora FLASH!

Em outubro, todas as cores são rosa

Em outubro, todas as cores são rosa

Apaziguámos os dias agitados e as paletas de cores unem-se num só tom para dar voz ao cancro da mama. Uma causa de todos. Das que lutam. Dos que partilham essa jornada. Das que contam segundos até à vitória e das que não vencem. Das amigas que têm medo. Das que precisam de mais cor do que um cenário negro para lhes lembrar que são muito mais do que o diagnóstico que receberam. Bem mais. E foi "Por elas" que quisemos agir. Pelas mulheres, pelas famílias e por todas as histórias que precisam de cor. Porque todos precisamos de cor. Muita cor.
Simpatia perpetua – as verdades que afinal não o são

Simpatia perpetua – as verdades que afinal não o são

Decerto que todos concordarão que conduzir em Portugal não é uma experiência tranquila, isenta de stress, especialmente nos grandes centros urbanos ou em locais de maior tráfego. Assistimos diariamente a uma transformação de muitos condutores em mercenários e praguejadores, com uma facilidade enorme, onde nem a presença de crianças serve de atenuante. E esta antipatia contagia-se, qual pandemia.
O recomeço

O recomeço

É com esperança que o setor encara o momento atual e embora sabendo que terá ainda pela frente 4 a 5 meses de inverno duros, temos dados positivos que indicam que poderemos em breve retomar o papel e importância na economia e no desenvolvimento do país. Como primeira nota e com os dados que temos ao momento, a situação pandémica aparenta estar controlada e o sucesso do processo de vacinação em Portugal terá dado o seu importante contributo para este resultado. A operação logística e a adesão dos portugueses ao processo foi exemplar, colocando-nos nos primeiros lugares do ranking mundial.
A importância da sustentabilidade social

A importância da sustentabilidade social

O tema da sustentabilidade tornou-se um dos assuntos mais debatidos nos últimos anos. Com um aumento da consciencialização sobre a necessidade de preservar o meio ambiente, o conceito de desenvolvimento sustentável evidenciou-se. Porém, e a meu modo de ver, existe um outro conceito que também ganhou particular espaço: o de sustentabilidade social, que pressupõe a melhoria da qualidade de vida das pessoas, tendo por objetivo a economia de recursos, diminuição das desigualdades sociais e ampliação dos direitos humanos, assim como erradicar a pobreza no mundo.
As minhas dúvidas e as tuas certezas

As minhas dúvidas e as tuas certezas

De que vale chorar pelos mais de quatro milhões de mortos de Covid-19 em todo o mundo, se queremos jogar à roleta russa com a sorte que nos vai cabendo?